sexta-feira, 15 de março de 2019

Sabe quais as vantagens dos alimentos biológicos?


Costuma comer alimentos biológicos?



O facto de os alimentos biológicos não conterem pesticidas, antibióticos, hormonas.... e muitas outras substâncias - que nunca estariam presentes no alimento original – parece-me ser uma vantagem considerável para a nossa saúde e bem-estar.


A procura por alimentos provenientes de agricultura biológica tem vindo a aumentar em Portugal – e no mundo -, pois o consumo de alimentos biológicos apresenta inúmeras vantagens, das quais podemos destacar algumas, como por exemplo:
  •   Não são usados contaminantes químicos durante o seu cultivo – com os alimentos biológicos não corremos o risco de ingerir pesticidas, antibióticos, hormonas e outras substâncias químicas inimigas da nossa saúde.
  •  São mais saborosos e aromáticos – pois mantêm o seu sabor genuíno, devido a uma maior concentração dos seus bioactivos naturais, tendo vários deles uma ação antioxidante.
  • .    São nutricionalmente mais interessantes – pois apresentam uma menor concentração de água, e um maior aporte de alguns nutrientes (como algumas vitaminas e minerais), pois são cultivados em solos mais férteis.
  • .    Contribuem para o equilíbrio do meio ambiente – não contaminando a água nem a atmosfera, e contribuindo para tornar os solos mais férteis.
  • .    Respeitam os animais – são criados de uma forma mais natural, alimentando-se e circulando livremente. Também é respeitado o seu ritmo natural de crescimento, e tido em conta o seu bem-estar.




Amanhã – sábado 16/03/2019 – estarei entre as 10-13 horas no supermercado ALDI de Mem Martins (na Rua das Vagens – Casais de Mem Martins).


Apareça, e aproveite para degustar uma receita surpresa – à base de alimentos biológicos da conceituada e certificada marca GUT BIO – e vários alimentos biológicos.

Terei muito gosto em conversar consigo sobre os alimentos biológicos, as suas vantagens nutricionais e funcionais, melhores formas de utilização, sugestões de preparação…e em esclarecer qualquer dúvida que possa ter sobre os mesmos.



Comer bem para viver melhor é essencial! 


Até já! 


Cumprimentos vitaminados,

Eduarda Alves.
Nutricionista – Membro efectivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades no Facebook e no Instagram

Copyright: © By Eduarda Alves. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.





Consulta de Nutrição Clínica


Agualva-Cacém -Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55 / 91 846 57 44.


Lisboa - Hospital da Ordem Terceira Chiado: 21 323 03 00.





terça-feira, 12 de março de 2019

O que é a acrilamida?


Sabe o que é que aquelas torradas bem crocantes e escurinhas, as batatas fritas mesmo muito fritas, e os grelhados muito bem passados, quase esturricados, têm em comum? Acrilamida!




Mas afinal o que é a acrilamida?


É um composto químico considerado provavelmente cancerígeno pela Organização Mundial de Saúde (O.M.S.).

Forma-se em alimentos com elevado teor de amido e do aminoácido asparagina (existe na carne, peixe, ovos…), e reduzido teor de humidade, quando expostos a temperaturas superiores a 120ºC, através da reação de Maillard.

A formação da acrilamida aumenta com o aumento da temperatura e do tempo de confeção.

Pode-se formar ao torrar o pão, na torrefação do café, ao fritar carne ou batatas, na preparação de granola ou de biscoitos…



Lembra-se das suas avós dizerem para não comer a parte queimada do pão torrado, ou da carne grelhada, porque fazia mal? Elas estavam certíssimas!

O que é a reação de Maillard?


É ela que dá crocância, cor dourada, e um sabor e aroma característico ao pão, biscoitos, bacon tostado, pele estaladiça do frango assado…

É uma reacção química que ocorre durante a confecção dos alimentos, resultantes da reacção entre os aminoácidos e os hidratos de carbono.

Durante esta reacção produzem-se várias substâncias, como a acrilamida.


Se eu fizer as minhas bolachas e o meu pão, estes não terão acrilamida?
Depende, do tempo e da temperatura a que os cozinhar.

Se os deixar dourar/tostar também terão acrilamida.

A acrilamida sempre esteve presente na nossa alimentação.
Nos últimos tempos a quantidade de acrilamida ingerida aumentou substancialmente, devido a um maior consumo de alimentos fritos, tostados e assados.

Há que moderar, e consumir mais produtos hortícolas da época, frescos – em saladas -, cozidos, estufados, em caldeiradas – como as sopas – e dessa forma, reduzimos a ingestão de acrilamida.

O que podemos fazer para reduzir a acrilamida na nossa alimentação?


·         Reduzir a temperatura na confecção dos alimentos.
·         Diminuir o tempo de cozedura, não os deixando cozinhar em demasia.
·         Preferir alimentos estufados, caldeiradas, cozidos, crus, escalfados, cozinhados a vapor…e reduzir os alimentos fritos, e moderar o consumo de assados e grelhados.
·         Acompanhar as refeições com saladas, hortaliças e legumes da época, pois são ricos em bioativos, nutrientes antioxidantes e fibras, que podem contribuir para reduzir os malefícios das substâncias provavelmente cancerígenas (como a acrilamida).
·         Ao aquecer os alimentos já cozinhados, tenha cuidado para que não se queimem, e retire as partes “castanhas” e queimadas.
·         Escolha batatas novas para fritar ou assar, pois as mais “maduras” têm um maior teor de açúcares redutores, favorecendo a formação de uma maior quantidade de acrilamida.

Procure fazer uma alimentação saborosa, equilibrada, variada, de acordo com as suas necessidades nutricionais, com mais alimentos da horta e da época e menos processados, e assim, consumirá menos acrilamida.

A nossa alimentação é a base da nossa saúde!


Cumprimentos vitaminados,

Eduarda Alves.
Nutricionista – Membro efectivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades aqui no Facebook e no Instagram

Copyright: © By Eduarda Alves. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.




Consulta de Nutrição Clínica e Funcional

Agualva-Cacém -Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55 / 91 846 57 44.
Lisboa - Hospital da Ordem Terceira Chiado: 21 323 03 00.



quinta-feira, 7 de março de 2019

Os trunfos da dieta nórdica

Saiba mais sobre a dieta dos Vikings


Já saiu a edição de Março da revista Prevenir - A REVISTA LÍDER EM SAÚDE - e, como sempre, está repleta de informações, dicas, artigos... preciosos e muito práticos para nos ajudar a viver com muito mais qualidade de vida!

Nesta edição colaborei neste artigo, no qual poderá ficar a saber mais sobre a dieta nórdica, como funciona, em que se baseia, quais as suas vantagens... Também encontrará um plano alimentar para 7 dias, algumas sugestões... 


Encontra-o nas páginas 70, 71, 72, 73,74 e 75.

Cada pessoa é uma pessoa e deverá ter sempre um acompanhamento nutricional especifico para si, pois só assim os resultados serão realmente efectivos.

No entanto, aqui encontrará uma orientação generalizada.


A nossa saúde é o nosso bem mais precioso e devemos fazer tudo para a manter. O que colocamos no nosso prato pode fazer a diferença entre a saúde e a doença. 

Alimente a sua saúde a todas as refeições!

Cumprimentos vitaminados,

Eduarda Alves.
Nutricionista – Membro efectivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades aqui no Facebook e no Instagram

Copyright: © By Eduarda Alves. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.


Consulta de Nutrição Clínica e Funcional

Agualva-Cacém -Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55 / 91 846 57 44.
Lisboa - Hospital da Ordem Terceira Chiado: 21 323 03 00.

Marcação de consulta

Marcação de consulta
Marcar em www.hospitaldaordemterceira.pt e www.vitasana.pt