Marcação de consulta

Marcação de consulta
Marcar em www.hospitaldaordemterceira.pt e www.vitasana.pt

segunda-feira, 24 de junho de 2013

A moda da BARRIGA NEGATIVA



Com o aumento das temperaturas, e a chegada do Verão, pululam as dietas loucas e muitas mulheres chegam a cometer alguns “atentados” contra a saúde, só para ficar com uma silhueta mais esbelta!

De repente, quase do nada, surgiu este ano a moda da BARRIGA NEGATIVA, ou seja a pretensão de ter uma barriga chapada, quase metida para dentro, e com os ossos da anca bem visíveis.

Mas será saudável ter uma BARRIGA NEGATIVA? Na minha opinião, na maioria dos casos não é! A mulher tem naturalmente uma maior percentagem de gordura corporal, e é natural que mesmo uma mulher magra, tenha uma barriga feminina, ou seja, uma barriga que não é completamente chapada, e muito menos quase “invertida”.

Quem tem a dita BARRIGA NEGATIVA, ou tem um biótipo de mulher magra, com uma estrutura corporal longilínea – o que não é o caso da maioria das mulheres portuguesas – ou então, para chegar a esse ponto, já perdeu massa muscular, e provavelmente já apresenta alguma desnutrição. Muitas dessas mulheres – principalmente modelos – sofrem de anorexia.

 

Para ter uma barriga linda, sem afetar a sua saúde, bastará seguir um plano alimentar adequado às suas necessidades energéticas e aos objetivos pretendidos. Também existem exercícios físicos, e tratamentos que vão reduzir a gordura localizada e ajudar a reafirmar, como a mesoterapia sem agulhas, a radiofrequência e a endermologia, que poderão ajudar sem serem prejudiciais à sua saúde.

 

 

Tudo o que “é demais, é moléstia”, e para sermos mulheres Magníficas e belas, não precisamos, nem devemos arriscar a nossa saúde. Não devemos sentirmo-nos ameaçadas por padrões de beleza doentios. Devemos sim, ter um peso adequado para que nos mantenhamos saudáveis, com qualidade de vida, e longe das consequências nefastas do excesso de peso e da obesidade.

 

Nós mulheres, temos que desenvolver uma consciência crítica, recriando um conceito de beleza real saudável. Não nos podemos deixar “escravizar” por um culto da magreza extrema, que nos é imposto por terceiros.

O meu conselho para ser uma Mulher Magnifica – real, saudável e linda por dentro e por fora – é extremamente simples: Adopte um estilo de vida saudável,  invista em si, faça sempre o seu melhor, sinta-se bem com a sua consciencia, e procure viver de forma harmoniosa. Será mais bela como Mulher, e como ser-humano, e certamente muito mais segura e feliz.

Copyright: © By Eduarda Alves, 2013. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.

 

Saudações nutritivas,

Eduarda Alves.

Dietista – Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas, da Associação Portuguesa de Dietistas e da Sociedade Portuguesa de Fitoquímica e de Fitoterapia.


 

Veja aqui este vídeo sobre o tema:

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Peixe-caracol disfarçado de bacalhau!

Bom dia, como vão?

Mais um caso de venda de "gato por lebre", neste caso específico de "peixe-caracol por bacalhau"!!!!

É assustador saber que estas situações começar a ser verificadas com alguma frequência. E quantas mais aconteceram e acontecerão?

E afinal qual o valor nutricional do peixe caracol? Poderá transmitir doenças? E como vive no fundo do mar, mesmo em águas profundas, terá um elevado teor de metais pesados? E que mais? São tantas as perguntas sem resposta, que se torna deveras assustador! Enfim ...


Ficam aqui alguns links com mais informação/noticias sobre esta situação

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=3269048

http://www.publico.pt/economia/noticia/deco-apagamento-publico-da-asae-encoraja-fraudes-como-a-do-peixecaracol-1597487

http://cybergringo.blogspot.pt/2010/10/nova-especie-de-peixe-caracol-e.HTML

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/peixe-caracol-bacalhau-asae-alimentacao-francisco-lopes-tvi24/1460759-4071.html




Saudações nutritivas,
Eduarda Alves.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Stévia, o sabor doce que não engorda

A doçura da Natureza à nossa mesa


Bom dia, como está? Espero que muito bem.

Hoje vou falar sobre o Stévia, um edulcorante que já se encontra facilmente em Portugal, que é docinho, não engorda, e que se usado com moderação, não tem efeitos secundários. Muitas vantagens!

Recentemente – há cerca de 2 anos – começaram a ser comercializados em Portugal, edulcorantes à base de stévia. No entanto, a stévia já é utilizada como adoçante há muitos anos nos E.U.A., Brasil, Japão, Austrália, Suiça e em muitos outros países.

Mas afinal qual a origem deste edulcorante?

O edulcorante à base de stévia é de origem natural, sendo extraído de uma planta chamada Stevia rebaudiana. Tem um sabor agradável, embora ligeiramente diferente do sabor do açúcar comercial (sacarose), e tem uma capacidade edulcorante de cerca de 300 vezes superior à sacarose.

Tem a grande vantagem de não fornecer calorias, e de não ser absorvido pelo organismo, sendo recomendado para quem precisa de emagrecer, para a manutenção do peso, para quem tem Diabetes, em casos de hipertrigliceridémia (excesso de gorduras no sangue), e em várias outras situações.

É comercializado em pó, comprimidos e liquido. Por ter um custo mais elevado, que outros edulcorantes, ainda é pouco utilizado pela indústria alimentar, sendo raro encontra-lo nos refrigerantes, gelatinas, iogurtes e outros produtos alimentares Light e Diet.

O Stévia pode ser utilizado em chás, infusões, e noutras bebidas quentes ou frescas. Também é uma excelente opção para adoçar os seus bolos e sobremesas, visto não se alterar com o calor.

Votos de uma boa saúde para todos, e um excelente fim-de-semana!
Cumprimentos vitaminados,
Eduarda Alves.
Dietista – Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas
 
Acompanhe todas as novidades no Facebook

Copyright: © By Eduarda Alves. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.

Consulta de Nutrição
Agualva-Cacém -
Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55.
Lisboa - Hospital da Ordem Terceira: 21 323 03 00.