sexta-feira, 15 de março de 2019

Sabe quais as vantagens dos alimentos biológicos?


Costuma comer alimentos biológicos?



O facto de os alimentos biológicos não conterem pesticidas, antibióticos, hormonas.... e muitas outras substâncias - que nunca estariam presentes no alimento original – parece-me ser uma vantagem considerável para a nossa saúde e bem-estar.


A procura por alimentos provenientes de agricultura biológica tem vindo a aumentar em Portugal – e no mundo -, pois o consumo de alimentos biológicos apresenta inúmeras vantagens, das quais podemos destacar algumas, como por exemplo:
  •   Não são usados contaminantes químicos durante o seu cultivo – com os alimentos biológicos não corremos o risco de ingerir pesticidas, antibióticos, hormonas e outras substâncias químicas inimigas da nossa saúde.
  •  São mais saborosos e aromáticos – pois mantêm o seu sabor genuíno, devido a uma maior concentração dos seus bioactivos naturais, tendo vários deles uma ação antioxidante.
  • .    São nutricionalmente mais interessantes – pois apresentam uma menor concentração de água, e um maior aporte de alguns nutrientes (como algumas vitaminas e minerais), pois são cultivados em solos mais férteis.
  • .    Contribuem para o equilíbrio do meio ambiente – não contaminando a água nem a atmosfera, e contribuindo para tornar os solos mais férteis.
  • .    Respeitam os animais – são criados de uma forma mais natural, alimentando-se e circulando livremente. Também é respeitado o seu ritmo natural de crescimento, e tido em conta o seu bem-estar.




Amanhã – sábado 16/03/2019 – estarei entre as 10-13 horas no supermercado ALDI de Mem Martins (na Rua das Vagens – Casais de Mem Martins).


Apareça, e aproveite para degustar uma receita surpresa – à base de alimentos biológicos da conceituada e certificada marca GUT BIO – e vários alimentos biológicos.

Terei muito gosto em conversar consigo sobre os alimentos biológicos, as suas vantagens nutricionais e funcionais, melhores formas de utilização, sugestões de preparação…e em esclarecer qualquer dúvida que possa ter sobre os mesmos.



Comer bem para viver melhor é essencial! 


Até já! 


Cumprimentos vitaminados,

Eduarda Alves.
Nutricionista – Membro efectivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades no Facebook e no Instagram

Copyright: © By Eduarda Alves. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.





Consulta de Nutrição Clínica


Agualva-Cacém -Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55 / 91 846 57 44.


Lisboa - Hospital da Ordem Terceira Chiado: 21 323 03 00.





terça-feira, 12 de março de 2019

O que é a acrilamida?


Sabe o que é que aquelas torradas bem crocantes e escurinhas, as batatas fritas mesmo muito fritas, e os grelhados muito bem passados, quase esturricados, têm em comum? Acrilamida!




Mas afinal o que é a acrilamida?


É um composto químico considerado provavelmente cancerígeno pela Organização Mundial de Saúde (O.M.S.).

Forma-se em alimentos com elevado teor de amido e do aminoácido asparagina (existe na carne, peixe, ovos…), e reduzido teor de humidade, quando expostos a temperaturas superiores a 120ºC, através da reação de Maillard.

A formação da acrilamida aumenta com o aumento da temperatura e do tempo de confeção.

Pode-se formar ao torrar o pão, na torrefação do café, ao fritar carne ou batatas, na preparação de granola ou de biscoitos…



Lembra-se das suas avós dizerem para não comer a parte queimada do pão torrado, ou da carne grelhada, porque fazia mal? Elas estavam certíssimas!

O que é a reação de Maillard?


É ela que dá crocância, cor dourada, e um sabor e aroma característico ao pão, biscoitos, bacon tostado, pele estaladiça do frango assado…

É uma reacção química que ocorre durante a confecção dos alimentos, resultantes da reacção entre os aminoácidos e os hidratos de carbono.

Durante esta reacção produzem-se várias substâncias, como a acrilamida.


Se eu fizer as minhas bolachas e o meu pão, estes não terão acrilamida?
Depende, do tempo e da temperatura a que os cozinhar.

Se os deixar dourar/tostar também terão acrilamida.

A acrilamida sempre esteve presente na nossa alimentação.
Nos últimos tempos a quantidade de acrilamida ingerida aumentou substancialmente, devido a um maior consumo de alimentos fritos, tostados e assados.

Há que moderar, e consumir mais produtos hortícolas da época, frescos – em saladas -, cozidos, estufados, em caldeiradas – como as sopas – e dessa forma, reduzimos a ingestão de acrilamida.

O que podemos fazer para reduzir a acrilamida na nossa alimentação?


·         Reduzir a temperatura na confecção dos alimentos.
·         Diminuir o tempo de cozedura, não os deixando cozinhar em demasia.
·         Preferir alimentos estufados, caldeiradas, cozidos, crus, escalfados, cozinhados a vapor…e reduzir os alimentos fritos, e moderar o consumo de assados e grelhados.
·         Acompanhar as refeições com saladas, hortaliças e legumes da época, pois são ricos em bioativos, nutrientes antioxidantes e fibras, que podem contribuir para reduzir os malefícios das substâncias provavelmente cancerígenas (como a acrilamida).
·         Ao aquecer os alimentos já cozinhados, tenha cuidado para que não se queimem, e retire as partes “castanhas” e queimadas.
·         Escolha batatas novas para fritar ou assar, pois as mais “maduras” têm um maior teor de açúcares redutores, favorecendo a formação de uma maior quantidade de acrilamida.

Procure fazer uma alimentação saborosa, equilibrada, variada, de acordo com as suas necessidades nutricionais, com mais alimentos da horta e da época e menos processados, e assim, consumirá menos acrilamida.

A nossa alimentação é a base da nossa saúde!


Cumprimentos vitaminados,

Eduarda Alves.
Nutricionista – Membro efectivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades aqui no Facebook e no Instagram

Copyright: © By Eduarda Alves. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.




Consulta de Nutrição Clínica e Funcional

Agualva-Cacém -Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55 / 91 846 57 44.
Lisboa - Hospital da Ordem Terceira Chiado: 21 323 03 00.



quinta-feira, 7 de março de 2019

Os trunfos da dieta nórdica

Saiba mais sobre a dieta dos Vikings


Já saiu a edição de Março da revista Prevenir - A REVISTA LÍDER EM SAÚDE - e, como sempre, está repleta de informações, dicas, artigos... preciosos e muito práticos para nos ajudar a viver com muito mais qualidade de vida!

Nesta edição colaborei neste artigo, no qual poderá ficar a saber mais sobre a dieta nórdica, como funciona, em que se baseia, quais as suas vantagens... Também encontrará um plano alimentar para 7 dias, algumas sugestões... 


Encontra-o nas páginas 70, 71, 72, 73,74 e 75.

Cada pessoa é uma pessoa e deverá ter sempre um acompanhamento nutricional especifico para si, pois só assim os resultados serão realmente efectivos.

No entanto, aqui encontrará uma orientação generalizada.


A nossa saúde é o nosso bem mais precioso e devemos fazer tudo para a manter. O que colocamos no nosso prato pode fazer a diferença entre a saúde e a doença. 

Alimente a sua saúde a todas as refeições!

Cumprimentos vitaminados,

Eduarda Alves.
Nutricionista – Membro efectivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades aqui no Facebook e no Instagram

Copyright: © By Eduarda Alves. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.


Consulta de Nutrição Clínica e Funcional

Agualva-Cacém -Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55 / 91 846 57 44.
Lisboa - Hospital da Ordem Terceira Chiado: 21 323 03 00.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Os fitatos fazem mal?




O que são fitatos?

Os fitatos são derivados do ácido fítico (mioinositol do ácido hexafosfórico – C6 H18O24P6) e estão naturalmente presentes em alguns alimentos de origem vegetal, como as sementes e as leguminosas.

Onde se encontram os fitatos?

Encontram-se principalmente nas cascas das sementes, dos frutos oleaginosos, das leguminosas e dos cereais, como por exemplo na quinoa, amaranto, farelo de trigo, grãos de aveia, feijão, grão, tremoços, arroz integral, avelãs, sementes de girassol…

Quais as consequências da presença dos fitatos em alguns alimentos?

Os fitatos ligam-se a alguns nutrientes como os minerais – ferro, magnésio, cálcio, zinco…- e as proteínas (incluindo enzimas digestivas necessárias para um eficaz aproveitamento das proteínas ingeridas), formando complexos insolúveis e diminuindo assim a sua assimilação pelo nosso organismo.
Acabam por exercer um efeito anti nutricional, reduzindo a absorção de alguns nutrientes.

Como posso diminuir o teor de fitatos nos alimentos?

Ao demolhar – como no caso das leguminosas, de algumas sementes…- cozinhar, ou fermentar (como ao fazer pão, bolos…), ou ao usarmos algumas especiarias e ervas aromáticas – como o louro - reduzimos significativamente a quantidade de fitatos.
Consequentemente, reduzimos a sua ação anti nutricional, e melhoramos a biodisponibilidade de vários nutrientes.
No caso das leguminosas – feijão, grão, chícharos, soja…- devemos demolhá-las durante um tempo mínimo de 12 horas, mudando a água várias vezes, e guardando o recipiente no frigorifico.
Por fim, devemos cozinhá-las numa nova água.
Assim, para além de aproveitarmos melhor os seus nutrientes, também melhoramos a sua digestibilidade.

Os fitatos têm algum benefício para o nosso organismo?

De acordo com estudos recentes, observou-se que os fitatos podem ter um papel como coadjuvante na prevenção e controlo de várias doenças - como alguns tipos de cancro, doenças cardiovasculares, diabetes, litíase renal…- participando em várias reações bioquímicas do nosso organismo, e podendo ter uma ação funcional importante para o seu equilíbrio.

Em síntese

Deveremos reduzir o excesso de fitatos dos alimentos – através dos vários processos mencionados anteriormente – mas também devemos ter em conta que os alimentos com maior teor de fitatos, de um modo geral, também são mais ricos em fibra insolúvel, em vitaminas, minerais e vários fitoativos, pelo que deverão fazer parte de uma alimentação variada, funcional e nutricionalmente equilibrada.
Cada pessoa é uma pessoa, devendo ser tratada como tal, pelo que um aconselhamento nutricional personalizado poderá fazer toda a diferença.


Cumprimentos vitaminados,

Eduarda Alves.
Nutricionista – Membro efectivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades aqui no Facebook e no Instagram

Copyright: © By Eduarda Alves. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.





Consulta de Nutrição Clínica


Agualva-Cacém -Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55 / 91 846 57 44.


Lisboa - Hospital da Ordem Terceira Chiado: 21 323 03 00.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

ALDI de São Domingos de Rana

Comer Bem Para Viver Melhor!

Olá! Como vai? Espero que muito bem.


É já sábado - 2 de Fevereiro de 2019 - Estarei à sua espera no supermercado ALDI na loja nova de SÃO DOMINGOS DE RANA entre as 10 e as 13 horas. 

Terei muito gosto em conversar consigo sobre a sua alimentação, os alimentos e as suas características nutricionais...aconselhar sobre a utilização mais indicada para si e para a sua família, sugerir receitas equilibradas e muito saborosas...

Também teremos à sua espera uma receita surpresa nutricionalmente equilibrada, e muito saborosa. Venha provar!

Se desejar, poderei ajudá-la (o) nas suas escolhas e fornecer-lhe todas as informações de que necessitar.

 

São as nossas escolhas no prato que contribuem para alimentar o nosso bem-estar. Escolher bem, pode fazer toda a diferença!

 

Com uma alimentação saborosa, variada e equilibrada, sinta-se bem durante todo o ano.

 

Comer bem para viver melhor é essencial! 


Estarei à sua espera! Até já! 


Cumprimentos vitaminados,

Eduarda Alves.
Nutricionista – Membro efectivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades no Facebook e no Instagram

Copyright: © By Eduarda Alves. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.




Consulta de Nutrição Clínica


Agualva-Cacém -Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55 / 91 846 57 44.


Lisboa - Hospital da Ordem Terceira Chiado: 21 323 03 00.



quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

A água alcalina é melhor para a nossa saúde?

A resposta está na Revista Prevenir deste mês 





Nesta edição colaborei na rubrica AS SUAS DÚVIDAS Encontra-a na página 112.

Fique a saber quais os valores do pH de uma água alcalina, em que situações é que a água alcalina a (o) pode ajudar, e quais os hábitos que influenciam o nosso pH.

A nossa saúde é o nosso bem mais precioso e devemos fazer tudo para a manter. 
Tudo o que comemos e bebemos pode fazer imensa diferença na nossa saúde. 

Alimente a sua saúde a todas as refeições!

Cumprimentos vitaminados,

Eduarda Alves.
Nutricionista – Membro efectivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades no Facebook e no Instagram

Copyright: © By Eduarda Alves. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.


Consulta de Nutrição Clínica


Agualva-Cacém -Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55 / 91 846 57 44.


Lisboa - Hospital da Ordem Terceira Chiado: 21 323 03 00.




Marcação de consulta

Marcação de consulta
Marcar em www.hospitaldaordemterceira.pt e www.vitasana.pt