Marcação de consulta

Marcação de consulta
Marcar em www.hospitaldaordemterceira.pt e www.vitasana.pt

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Cálcio de coral - uma dádiva do mar

Quais os benefícios do Cálcio de Coral?




• Sabia que um grande número de doenças é causado por carência de oligoelementos (minerais necessários em quantidades reduzidas)?

Infelizmente, essas carências nutricionais são difíceis de diagnosticar e muitas vezes, as pessoas sofrem durante anos sem que a carência seja identificada. Em alguns casos, bastaria corrigir essa carência nutricional, para que a doença desaparecesse e a qualidade de vida melhorasse substancialmente!

 
• Os problemas de saúde causados por carências nutricionais são infinitos e muito variados podendo ir de uma simples cãibra, à acne, hipertensão arterial, ou dores ósseas e dentárias.


• Infelizmente, devido à poluição, à agricultura massiva e intensiva, ao uso de pesticidas, e ao empobrecimento dos solos, os alimentos já não nos fornecem os minerais na mesma quantidade que forneceriam há 50 anos atrás. Por este motivo, e também devido à “vida de corrida galopante” que levamos, é quase “normal” que as carências nutricionais sejam relativamente comuns.

 
• O especialista em Nutrição e Dietética - dietista-nutricionista - é o profissional adequado para identificar essas situações e ajudar a corrigi-las.

 
• Sabia que o cálcio de coral tem uma composição mineral tão próxima da dos ossos humanos, que é utilizado por muitos cirurgiões ortopedistas, visto que a probabilidade de rejeição é mínima?

• O Coral possui uma grande variedade de minerais e outros nutrientes orgânicos que são muito melhor absorvidos e aproveitados pelo nosso organismo, como por exemplo o cálcio, magnésio, potássio, zinco, selénio, vitamina D3, cobre e vários outros nutrientes, chegando a perfazer mais de 50 nutrientes distintos na sua composição.

 
• Os vários minerais contidos no cálcio de coral actuam sinergicamente potenciando os resultados pretendidos. Possui o cálcio e o magnésio em proporções ideais para o corpo humano.


• O cálcio de coral é orgânico e ionizado e por isso é tão bem aproveitado pelo nosso organismo. É utilizado pelas nossas células, ao fim de poucos minutos após ter sido ingerido. O cálcio inorgânico (o que é mais habitual) não é tão bem aproveitado pelo nosso organismo, necessitando de ser tomado em dosagens normalmente superiores às do cálcio de coral. É um importante contributo para o aumento da densidade óssea.

 
• O cálcio de coral é indicado em todas as situações em que é necessário recorrer a uma suplementação de cálcio eficaz, como por exemplo na osteoporose, na menopausa, dores ósseas e musculares, hipertensão arterial, em doentes que se sujeitaram a alguns tipos de cirurgia bariáctrica, quando se tomam determinados fármacos de forma continuada (como alguns tipos de anti-epilépticos), …


• Alguns estudos científicos têm demonstrado que:


 
 O cálcio de coral tem uma absorção muito superior à de outras formas de cálcio;

 Contribui para reforçar o sistema imunitário e para prevenir o envelhecimento precoce, actuando como um bom antioxidante;

 Ajuda a equilibrar o PH dos fluidos corporais, alcalinizando-o;

 É um valioso contributo para a prevenção e para o tratamento da osteoporose;


• As dosagens deverão ser adaptadas às necessidades de cada pessoa, de acordo com os objectivos a atingir.

Cumprimentos vitaminados,

Eduarda Alves. Dietista – Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades no Facebook

Copyright: © By Eduarda Alves, 2008 a 2016. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução. 

Consulta de Nutrição
Agualva-Cacém - Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55.
Lisboa - Hospital da Ordem Terceira: 21 323 03 98.

 



 
 

 
 

sexta-feira, 23 de abril de 2010

O Chocolate Preto é mais saudável que o chocolate branco?






O chocolate preto é rico em polifenóis (antioxidantes), principalmente em catequinas (as quais também se encontram em elevada quantidade no chá verde). Este é um dos principais benefícios nutricionais do chocolate, pois os polifenóis contribuem para prevenir doenças cardiovasculares, cancro, o envelhecimento precoce e várias outras doenças crónicas. Também ajudam a reduzir o colesterol.

O chocolate preto contém menos açúcar e gordura, contém mais ferro, zinco, cobre, vitaminas do complexo B e magnésio do que as outras variedades de chocolate. É rico em Teobromina (poderoso antioxidante), a qual tem uma acção estimulante no nosso organismo, semelhante à cafeína, mas com efeito mais suave. A gordura do chocolate preto, comporta-se no organismo da mesma forma que uma gordura monoinsaturada, não elevando o colesterol.

O chocolate preto ajuda a aumentar a produção de serotonina, pelo que contribui para melhorar o nosso humor e bem-estar.

O chocolate branco, não deveria ser chamado de chocolate, pois não contém cacau na sua composição. É feito com açúcar (muitíssimo!), manteiga de cacau e por vezes natas e leite condensado. Não possui nenhum dos benefícios do chocolate preto e tem um elevado índice glicémico.

O chocolate preto tem um índice glicémico moderado, sendo cerca de metade do índice glicémico do pão branco.


Um chocolate preto de qualidade contém no mínimo 70% de cacau na sua composição, podendo ir até aos 95%.

A Organização Mundial de Saúde (O.M.S.) recomenda o consumo diário de até 30 g de chocolate preto para pessoas saudáveis e sem excesso de peso.

Infelizmente, este alimento adorado por muitos, contém muitas calorias (mesmo o chocolate preto), pelo que deverá ser consumido com moderação, se não quisermos ter uma desilusão com a balança.


Cumprimentos vitaminados,
Eduarda Alves.
Dietista – Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas
 
Acompanhe todas as novidades no Facebook

Copyright: © By Eduarda Alves, 2008 a 2016. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.

Consulta de Nutrição
Agualva-Cacém -
Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55.
Lisboa - Hospital da Ordem Terceira: 21 323 03 23.


 



quinta-feira, 15 de abril de 2010

Magnésio


Para que serve o Magnésio? Qual a sua função no nosso corpo? Surgem sintomas se tiver carência deste mineral?



O Magnésio é um mineral essencial para o crescimento e bom desenvolvimento ósseo, é necessário para o funcionamento de algumas enzimas essenciais (todas as que necessitam da vitamina B1), contribui para o equilíbrio do cálcio, potássio e sódio, ajuda ao bom funcionamento celular, necessário para a actividade hormonal, participa na síntese das proteínas, ajuda o cálcio a ligar-se ao esmalte dos dentes, essencial para o bom funcionamento muscular e neurológico, necessário para o crescimento e reparação dos tecidos, necessário para a produção de energia, ajuda a regular a temperatura corporal.

 
Clique aqui para ver pessoas que emagreceram.

Se o nosso organismo estiver carenciado de Magnésio, poderão surgir alguns Sintomas como por exemplo alterações do ritmo cardíaco (arritmias), má circulação sanguínea, ansiedade, hipertensão, irritabilidade, espasmo muscular, depressão, flatulência (gases), excesso de colesterol, tiques faciais, cálculos renais, cãibras, apatia, convulsões, hiperactividade, insónias, crescimento deficiente, hipercalcémia, cansaço, enurese nocturna (urinar na cama durante a noite). Poderão surgir vários sintomas, ou numa fase inicial, apenas um ou dois, sendo os mais frequentes as famosas e dolorosas cãibras, o cansaço, ansiedade, depressão e insónias.

Quais os alimentos mais ricos em Magnésio? As algas, levedura de cerveja, ágar-ágar, gérmen de trigo, cereais integrais, sementes de linhaça, sementes de sésamo, aveia, milho, chocolate preto, nozes, amêndoas, búzios, mariscos, camarão, figos, alperces secos, tofú, lentilhas, ervilhas, favas, feijão, grão, feijão de soja, acelga, arroz integral, espargo, pepino, cenoura, couve-flor, salsa, hortelã, beterraba, folhas de beterraba, couve, espinafres, quiabo, ameixas, pêssego, pêra, laranja, banana, uvas, maçã.

Devemos tomar suplementos de Magnésio? Num estudo realizado recentemente nos E.U.A., verificou-se que cerca de 50% da população americana faz uma alimentação pobre em Magnésio. Pela minha experiência profissional, a situação da população portuguesa não deverá ser melhor. É muito frequente ver pessoas, de todas as idades, que ingerem uma quantidade de Magnésio abaixo das suas necessidades nutricionais.

Em algumas situações é aconselhável recorrer a um suplemento alimentar de Magnésio, como por exemplo quando se faz desporto regularmente, as pessoas que ingerem bebidas alcoólicas habitualmente, quem sofra de depressão, as mulheres que tomam a pílula, em situações de stress prolongado e quem toma medicamentos diuréticos (é o caso de quase 40% da população adulta em Portugal, devido à elevada prevalência de Hipertensão arterial).

Muitos problemas de saúde estão associados a carências nutricionais não identificadas e não devidamente corrigidas. Quando se corrigem, as diferenças são gritantes e a melhoria é evidente. Procure sempre o aconselhamento de um profissional de Saúde, para que faça a suplementação na dosagem necessária e durante o período de tempo adequado ao seu caso.

Às vezes é tão simples melhorar a nossa saúde e qualidade de vida, basta um pequeno gesto!


Cumprimentos vitaminados,


Eduarda Alves. Dietista – Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades no Facebook

Copyright: © By Eduarda Alves, 2016. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.

Consulta de Nutrição
Agualva-Cacém - Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55.
Lisboa - Hospital da Ordem Terceira: 21 323 03 00.



 

 

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Maionese Levíssima


Maionese leve e deliciosa
 

Esta maionese é deliciosa, hipocalórica e não tem colesterol.

Pode ser usada em saladas, a acompanhar os seus legumes, nas tostas e nos seus pratos preferidos, sem causar estragos na sua dieta.

É adequada também para quem faz uma alimentação vegetariana pura - vegan - pois não tem qualquer produto de origem animal.



Rendimento: Cerca de 12 doses

Ingredientes: 250 g de tofú refrigerado, 1 dentes de alho, 1 colher de sobremesa de azeite, 1 colher de sopa de vinagre de vinho, 1 colher de sobremesa de mostarda (condimento), sal q. b. , 1 pitada de piripiri (liquido), 4 colheres de sopa de água.

Preparação: Corte o tofú em pedaços e coloque no copo liquidificador. Acrescente o alho picado, o azeite, o vinagre, a mostarda, a água, o sal e o piripiri. Bata bem, até ficar um creme aveludado.

Guarde no frigorífico, num frasco de vidro ou num pirex fechado. Dura cerca de 5 dias no frigorífico.

Observações: Utiliza-se como acompanhamento (como a tradicional maionese). Pode ser utilizado no pão em substituição da manteiga. Tem poucas calorias e não tem colesterol, nem gorduras saturadas.

Bom apetite e Muita Saúde!

Um abraço,

Eduarda Alves. Dietista – Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas

Acompanhe todas as novidades no Facebook

Copyright: © By Eduarda Alves, 2016. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.

Consulta de Nutrição
Agualva-Cacém - Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55 / 91 846 57 44
Lisboa - Hospital da Ordem Terceira: 21 323 03 00