Marcação de consulta

Marcação de consulta
Marcar em www.hospitaldaordemterceira.pt e www.vitasana.pt

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

As Cetonas de framboesa emagrecem?




As cetonas de framboesa (raspberry ketone) têm um efeito termogénico no nosso corpo, ou seja aceleram o seu metabolismo, aumentando o gasto de energia, e ajudando a emagrecer.

Tem também a vantagem de ajudar a aumentar a massa magra, reduzindo a flacidez. De acordo com vários estudos, também contribuem para reduzir o colesterol, normalizar as glicémias (níveis de açúcar no sangue), reduzir a esteatose hepática (fígado gordo), e melhorar o aspeto da pele.

A sua popularidade deve-se principalmente ao tão mediático médico americano – Dr. Oz – que se referiu num programa televisivo às cetonas de framboesa, como “o milagre do emagrecimento embalado”.

As cetonas de framboesa têm um poderoso efeito antioxidante, e aumentam os níveis de uma hormona chamada adiponectina, que é libertada pelo tecido adiposo para a corrente sanguínea. As pessoas que sofrem de obesidade – paradoxalmente – têm níveis sanguíneos mais baixos de adiponectina (1), bem como as pessoas com diabetes tipo 2 (não insulinodependente) e com doença cardiovascular (2).

Esta hormona – a adiponectina – participa na regularização do metabolismo dos ácidos gordos (3), exercendo um poderoso efeito anti-inflamatório ao nível das artérias, reduzindo a insulinorresistência e aumentando a atuação da insulina, contribuindo para regularizar a glicémia (nível de açúcar no sangue), e reduzindo o risco do desenvolvimento da síndrome metabólica.

As cetonas de framboesa ao aumentarem a produção e a libertação de adiponectina, contribuem para o emagrecimento (4), para um aumento de energia, boa disposição e redução de apetite, constituindo uma ajuda eficaz para quem precisa de emagrecer.

A dose diária, presente na maioria dos suplementos de cetonas de framboesa, é de 200 mg por dia, o que significa que para obter esta quantidade de cetonas, teria de comer cerca de 100 quilos de framboesas (completamente impossível!). Existe em suplemento alimentar, na forma de cápsulas ou líquido, e pode ter associados outros componentes.

As cetonas de framboesa não devem ser tomadas por grávidas, lactantes, crianças, hipertensos, doentes bipolares, em situações de hipertiroidismo, e por pessoas com arritmias. Lembre-se sempre que “cada caso é um caso” e “o que faz a diferença entre um medicamento e um veneno é a dose”, como tal – visto que só tem um corpo – aconselhe-se com um especialista em nutrição – dietista ou nutricionista – antes de começar a tomar qualquer suplemento alimentar.

Resumindo, as cetonas de framboesa ajudam efetivamente no emagrecimento, mas para que realmente emagreça com saúde – e definitivamente – deverá seguir um plano alimentar adequado ao seu caso, e fazer alguma atividade física. Não existem “milagres embalados”! E se não tiver um acompanhamento nutricional adequado a si, e continuar a cometer os mesmos erros alimentares do passado, não existirão mudanças significativas.
Saudações nutritivas,
Eduarda Alves.
 

 

Bibliografia

(1)     Haluzik M., Parizkova J., Haluzik MM. 2004 Adiponectin and its role in the obesity-induced insulin resistance and related complications. Physiol Res.;53(2):123-9

(2)     Yokota T, Oritani K, Takahashi I, Ishikawa J, Matsuyama A, Ouchi N, Kihara S, Funahashi T, Tenner AJ, Tomiyama Y, Matsuzawa Y 2000 Adiponectin, a new member of the family of soluble defense collagens, negatively regulates the growth of myelomonocytic progenitors and the functions of macrophages. Blood 96:1723–1732

(3)     Díez JJ, Iglesias P. (March 2003). "The role of the novel adipocyte-derived hormone adiponectin in human disease". Eur. J. Endocrinol. 148 (3): 293–300.

(4)     Vasseur F, Leprêtre F, Lacquemant C, Froguel P. (April 2003). "The genetics of adiponectin". Curr. Diab. Rep. 3 (2): 151–8.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Quais os benefícios das sementes de chia para a nossa saúde?

Uma semente muito versátil e nutritiva!


 
Estas pequeninas sementes são originárias do México, e são arredondadas e quase pretas.

Lembro-me de um menino que segui, e que as tomava por ser muito obstipado – devido a uma doença neurológica – se referir a estas sementinhas como o “cocó de formiga”.

Ao adicionar uma colher de sobremesa de sementes de chia à sua alimentação diária, acrescentará cerca de 1200 mg de ácidos gordos ómega 3, 2 g de fibras predominantemente solúveis (ajudam a tornar as fezes mais moles, reduzem a absorção do colesterol e das gorduras saturadas, e dão saciedade), cerca de 50 mg de cálcio, e vários antioxidantes.

As sementes de chia (Sálvia-hispânica), devido à sua riqueza em fibras solúveis, retardam a absorção dos hidratos de carbono (açúcares), e ajudam a controlar as glicémias (níveis de açúcar no sangue), sendo benéfico o seu consumo por pessoas com Diabetes. A quantidade, e sua distribuição ao longo do dia, deverá ser ajustada a cada caso.

As sementes de chia também são um excelente aliado para quem precisa de emagrecer. Como têm a capacidade de absorver mais de 10 vezes o seu peso em água, se tomadas com água antes das refeições, reduzem o apetite (ajudando a pessoa a comer menor quantidade), e reduzem a quantidade de gordura absorvida. Para além disso, como ajudam a equilibrar as glicémias, contribuem para evitar grandes oscilações de açúcar no sangue, que aumentariam o apetite e a ansiedade.

Apresentam também vantagens para quem sofre de doenças inflamatórias crónicas, como a colite, gastrite, fibromialgia, artrite … Pois os ácidos gordos ómega 3 – nos quais as sementes de chia são bastante ricas - exercem uma importante ação anti-inflamatória no nosso organismo.

Pelo seu elevado teor de fibras solúveis, são uma magnífica ajuda para quem sofre de obstipação crónica, contribuindo para amolecer as fezes, e regularizar o funcionamento intestinal.

Durante a gravidez, devido à sua riqueza em ácidos gordos ómega 3, ajudam a prevenir a depressão pós parto, a prevenir um parto prematuro, e contribuem para o adequado desenvolvimento cerebral e da retina do feto.

Têm ainda muitas mais vantagens para a nossa saúde, que ficarão para uma próxima abordagem.

Como usar?

·         Poderá acrescenta-la aos iogurtes, batidos, papas, cereais, sopas, arroz, massas, bolos e saladas. Poderá triturar as sementes no moinho de café, ou com a picadora, e guardá-las num frasco fechado no frigorífico durante alguns dias (máximo cinco dias).

·         Também poderá colocar as sementes de chia (1 colher de sobremesa) num copo de água. Deixar hidratar durante cerca de 20 minutos, acrescentar sumo de limão e uma pitada de canela, e beber de seguida. Se o fizer antes do almoço e do jantar, verificará que terá muito menos apetite, comendo menor quantidade no prato.
 
Verá que as sementes de chia são muito fáceis de incluir na sua alimentação, revelando-se um grande aliado na manutenção de uma boa saúde!

Cumprimentos vitaminados,
Eduarda Alves.
Dietista – Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas
Acompanhe todas as novidades no Facebook


Copyright: © By Eduarda Alves, 2008 a 2016. Todos os direitos reservados. Proibida qualquer reprodução.

Consulta de Nutrição
Agualva-Cacém - Clínica Vita-Sana: 21 914 07 55.
Lisboa - Hospital da Ordem Terceira: 21 323 03 98.