Marcação de consulta

Marcação de consulta
Marcar em www.hospitaldaordemterceira.pt e www.vitasana.pt

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Ter televisão no quarto das crianças contribui para o aumento da Obesidade Infantil


Mais um estudo que relaciona a influência da televisão, se vista por um período de tempo prolongado, no aumento da obesidade das crianças e dos adolescentes. Este estudo foi realizado pela Universidade de Haya, tendo sido objecto de estudo os hábitos de sono, comportamento e hábitos alimentares de 440 crianças e adolescentes, com idade média de 14 anos.


Metade das crianças e adolescentes que participaram no estudo, tinham televisão no seu quarto e chegavam a ver televisão até 5 horas por dia, sendo habitual ingerirem parte das suas refeições em frente à televisão. Muitos adormeciam tarde (por volta das 23 horas) e a verem televisão.


A permanência de mais de 2 horas em frente à televisão, tem sido associada em muitos estudos a alterações do comportamento alimentar, aumento da obesidade infantil, irritabilidade, diminuição do rendimento escolar, sedentarismo, isolamento social e menor participação no convívio familiar.


As recomendações da OMS aconselham a que as crianças não estejam mais do que 2 horas diárias em frente à televisão, consolas e computador.


Quando as crianças comem em frente à televisão, acabam por comer em maior quantidade, porque comem distraidamente, mais depressa, e a mensagem da saciedade não chega ao cérebro, pelo que ficam com fome mais cedo. Comem mais, e consequentemente, aumentam de peso.


A nossa sociedade actual é deveras exigente, os pais têm inúmeras obrigações, cada vez trabalham até mais tarde, por vezes não têm qualquer ajuda e encontram-se exaustos e muitas vezes não se apercebem, destas “pequenas grandes coisas” que farão toda a diferença na saúde futura dos seus filhos.


Sempre que possível, faça pequenos passeios com as suas crianças, nem que seja em volta do seu bairro. Conversem um pouco sobre o que se passou ao longo do dia. Estes momentos poderão ser muito relaxantes para ambos, aproximam-vos e ainda fazem algum exercício físico, que será extremamente benéfico para a vossa saúde.

 
Um abraço,

Eduarda Alves.