Marcação de consulta

Marcação de consulta
Marcar em www.hospitaldaordemterceira.pt e www.vitasana.pt

segunda-feira, 10 de maio de 2010

O seu intestino é preguiçoso?







A obstipação é uma situação cada vez mais frequente, na nossa sociedade actual, devendo-se em grande parte a erros alimentares e ao sedentarismo.


Além do mal-estar, e de todos os incómodos que provoca (barriga inchada, dores, gases, …), favorece o aparecimento de vários problemas de saúde, como por exemplo os divertículos, a apendicite, as hemorróidas, o cancro do cólon e muitos outros.


Para prevenir e tratar a obstipação é muito importante que beba água em quantidade adequada ao longo do dia. Não adianta aumentar a quantidade de fibra na sua dieta, se não aumentar a quantidade de líquidos, pois a fibra sem a água forma uma “massa compacta” que agrava ainda mais a situação.


Coma saladas e hortaliças ao almoço e jantar.


Inicie as refeições principais com uma sopa de legumes e hortaliças.


Coma fruta nos intervalos das refeições.


Faça caminhadas regulares.


Procure ir à casa de banho todos os dias à mesma hora e com o tempo necessário, sem pressas (leve uma revista ou um livro).




Batido Laxante


Ingredientes:

- 1 Kiwi


- 1 Colher de sopa de sementes de linhaça


- 1 Laranja


- 2 Ameixas secas demolhadas num copo de água, junto com a água.


- 1 Colher de sopa de farelo de aveia


- ½ Iogurte Activia 0% (natural ou aveia ou ameixas ou cereais)






Preparação: - Colocar as ameixas secas num copo com água e deixar de molho durante cerca de 4 horas. Após esse tempo, coza as ameixas na água em que estiveram a demolhar. Colocar no copo liquidificador as ameixas com a água da sua cozedura (ainda quente), o kiwi e a laranja, cortados em pedaços, o farelo de aveia e o iogurte. Bater tudo muito bem e adicionar um pouco de água se necessário.






Observações: - Beba imediatamente após estar pronto, devendo ser bebido de preferência, logo pela manhã. Este batido é rico em fibras e nutrientes laxantes, ajudando ao bom funcionamento intestinal.


Um abraço,

Eduarda Alves.