Marcação de consulta

Marcação de consulta
Marcar em www.hospitaldaordemterceira.pt e www.vitasana.pt

sábado, 25 de setembro de 2010

Quais são as vantagens do aleitamento materno?

As vantagens são tantas que se torna impossível enumerá-las todas.

Para o lactente

- O leite materno é nutricionalmente superior a qualquer alternativa, sendo o alimento perfeito e especialmente produzido e adaptado ás necessidades individuais de cada lactente;

- Facilita uma forte relação mãe e filho, pois o contacto físico é maior.

- O leite materno proporciona uma melhor absorção e digestão de todos os nutrientes.

- O leite materno contém a lactoferrina que aumenta substancialmente a absorção do ferro e impede o crescimento de algumas bactérias patogénicas no intestino, as quais não proliferam sem a presença do ferro.

- Cobre todas as necessidades dietéticas durante os primeiros 6 meses de vida;

- Adapta-se à imaturidade digestiva e metabólica do lactente;

- Maior aproveitamento dos nutrientes;

- Proporciona factores biológicos importantes de imunidade;

- É menos alergénico que qualquer outro alimento;

- Está sempre pronto e à temperatura ideal, sendo bacteriologicamente seguro, contendo factores anti-infecciosos que protegem de infecções frequentes.

- Os bebés que recebem aleitamento materno são menos propensos à superalimentação, prevenindo-se a obesidade infantil.

- Os bebés amamentados adoecem menos, tendo menos diarreias, menos cólicas, colites, devido à presença do factor bífido que promove o crescimento de uma bactéria benéfica, no intestino da criança, chamada de lactobacíllus bifídus). Esta bactéria especial em conjunto com o baixo pH do leite materno, impede a proliferação de outras bactérias patogénicas que poderiam provocar desarranjos intestinais e várias doenças.

- Devido à protecção anti-alérgica (proteínas homólogas) há uma menor incidência de sinusite, asma, eczemas, colite, …

- O aleitamento materno promove um bom desenvolvimento mandibular e dos dentes, pois é necessário um maior esforço para mamar, promovendo um bom desenvolvimento das mandíbulas e um menor risco de má oclusão.

- Segundo alguns estudos as crianças que foram alimentadas com leite materno são mais inteligentes obtendo melhores resultados nos seus estudos e em testes de inteligência.


Para a mãe
- Ajuda a mãe a recuperar o seu peso habitual, pois produzir leite e amamentar consome cerca de 600/700 calorias por dia (equivalente a 6 carcaças ou a 8 maçãs).

- Promove um contacto intimo mãe/bebé; As mães que amamentam sentem-se mais tranquilas e seguras.

- É muito mais económico;

- É mais cómodo;

- Está sempre pronto e à temperatura ideal;

- É microbiologicamente seguro, estando sempre fresco, à temperatura ideal e pronto a servir em qualquer hora e em qualquer sítio.

- Recuperação mais rápida do seu peso habitual;

- Involução uterina mais rápida, verificando-se também um menor sangramento após o parto. A amamentação aumenta a produção de oxicitocina, a qual vai promover as contracções que vão facilitar a expulsão da placenta e ajudar o útero a recuperar o seu tamanho inicial.

- Menor incidência de cancro da mama; Se todas as mulheres amamentassem por 24 meses, ou mais, a incidência do cancro da mama diminuiria em aproximadamente 25%.

- Espaçamento das gravidezes;

- Reduz o risco de osteoporose, pois de acordo com estudos recentes, a incidência de osteoporose em mulheres que não amamentaram foi 4 vezes superior relativamente às que amamentaram.

- Segundo alguns estudos, amamentar reduz a necessidade de insulina em mães com diabetes insulinodependente durante o período pós parto.

- Por tudo o que já foi dito anteriormente conclui-se que melhora a qualidade de vida da criança, da mãe e do pai.

Vantagens para o meio ambiente

- Evita-se a utilização de toneladas de alumínio, papel, tintas, plástico, silicone, borracha e vidro, que se gastariam na produção de latas, biberons, roscas, tetinas, folhetos e posters publicitários, etc. Amamentar é também um acto ecológico, pois todos estes materiais, bem como outras substâncias utilizadas na sua produção, são poluentes. Para além de se poupar água, electricidade e gás necessários para a lavagem, desinfecção, fervura da água, etc.

Um Abraço,

Eduarda Alves.