Marcação de consulta

Marcação de consulta
Marcar em www.hospitaldaordemterceira.pt e www.vitasana.pt

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Calêndula (Calendula officinalis)

  • A calêndula também é conhecida como “maravilhas”.
  • Há vários séculos que as suas pétalas são utilizadas em naturopatia, devido à sua riqueza em óleos essenciais, polissacáridos e flavonóides.
  • Não é aconselhada a sua utilização por grávidas.
  • O creme de calêndula é bastante suave e eficaz, sendo a sua utilização também recomendada em crianças pequenas.
  • Possui efeito cicatrizante e anti-inflamatório e quando usada sob a forma de creme ou pomada ajuda a pele a recuperar-se e diminui a formação de cicatrizes. É indicada para acne, queimaduras e escaldões, herpes, verrugas, frieiras, psoríase, ulcerações da pele, eczemas, urticárias, quistos sebáceos, furúnculos, irritações da pele, entorses e distensões.
  • Quando tomada sob a forma de infusão, ajuda a regularizar o ciclo menstrual e a reduzir as dores menstruais, devido às suas propriedades antiespasmódicas.
  • É útil para aliviar situações inflamatórias da cavidade oral. Neste caso deve ser usada sobre a forma de infusões.
  • A infusão de calêndula ajuda a baixar a febre.
  • Pode ser encontrada sob várias formas como em chás, cremes, tinturas e loções.
  • De acordo com um estudo cientifico apresentado no Journal of Clinical Oncology em 2004, um grupo de mulheres com cancro da mama sujeitas a tratamentos com radioterapia, que aplicaram creme de calêndula na sua pele, apresentaram menor incidência de dermatite aguda e menos interrupções dos tratamentos, que as mulheres que utilizaram um protector dermatológico convencional (trolamina), evidenciando-se as propriedades benéficas desta planta na saúde e integridade cutânea.

Dra. Eduarda Alves.
Directora da Clínica dos Alimentos
Dietista no Hospital São Francisco Xavier


.