Marcação de consulta

Marcação de consulta
Marcar em www.hospitaldaordemterceira.pt e www.vitasana.pt

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Ovo

  • O ovo é um alimento nutricionalmente muito rico.
  • Deverão ser consumidos tão frescos quanto possível.
  • A sua casca é muito rica em cálcio e fósforo. Pode ser incluída na alimentação, se for bem lavada, cozida e posteriormente triturada até ficar reduzida a farinha. Este preparado pode ser acrescentado às sopas, omeletas, bolos e pães.
  • Existe o mito de que comer frequentemente ovos faz mal ao fígado, mas não existe comprovação científica para tal.
  • Não deve ser consumido cru pois há um risco acrescido de intoxicação alimentar. Para além disso a clara de ovo, quando consumida crua, contém substancias que diminuem a absorção de alguns nutrientes e que dificultam a digestão.
  • Os ovos só deverão ser lavados imediatamente antes da confecção, pois a sua casca é muito porosa, e se o fizesse antes, os microorganismos presentes na casca, poderiam penetrar no ovo e contaminá-lo.
  • Devem ser consumidos preferencialmente cozidos, escalfados ou mexidos com pouquíssima gordura.
  • Fornecem proteínas de elevado valor biológico, sendo as proteínas do ovo consideradas como proteína padrão.
  • Não deverá ser introduzido na alimentação da criança antes dos 9 meses de vida, pois é um alimento potencialmente alergénico. A sua introdução deverá ser gradual, devendo começar por meia gema de ovo cozida.
  • As pessoas que sofram da vesícula biliar, deverão evitar a ingestão da gema de ovo, pois esta estimula as contracções da vesícula, agravando a situação. Aconselhe-se com a sua Dietista.

Dra. Eduarda Alves
Directora da Clínica dos Alimentos
Dietista no Hospital São Francisco Xavier


.